Cripto no Agro: CULTE COIN destacada em O GLOBO3 min leitura

Montagem LordcryptoBR

Em nossa primeira entrevista/matéria no Lord Crypto BR, ainda em novembro passado, falamos justamente do projeto Culte, muito bem desenhado e meticulosamente executado, e que inclui um ecossistema de financiamento e marketplace agro com uma criptomoeda, a Culte Coin.

Aliás, em um dos nossos primeiros vídeos para o Youtube, com as previsões de oráculo para a economia, finanças e oportunidades em 2022, o agronegócio tem grande destaque, confira depois em nosso canal (link na bio/descrição).

Com várias menções na mídia especializada em agro e em cripto, a Culte também vem sendo notada e citada na grande imprensa. Agora foi a vez de O GLOBO.

Abaixo um exerto com a parte referente:

“RIO — À primeira vista, o mundo dos criptoativos pode parecer distante do campo, mas já existem moedas digitais lastreadas em produtos agrícolas que têm o potencial de movimentar bilhões nos próximos anos.

Para investidores, pode ser uma forma de investir no setor sem plantar uma muda sequer. Para produtores, surge uma opção para financiar a compra de insumos e pagar com a produção num cenário de alta de juros e acesso restrito ao crédito direcionado para o setor.
[..]
Foco nos pequenos produtores

Outra iniciativa é a Culte Coin, lançada pela start-up Culte, que tem como foco a ajuda no financiamento de pequenos produtores rurais.

A ideia é que a Culte Coin seja integrada ao, já existente, marketplace da Culte, que, entre seus serviços, oferece uma loja online para os produtores, conta digital e emissão de boleto.

A partir da implementação, os detentores das Culte Coins terão acesso a áreas exclusivas do marketplace. Lá, agricultores, agroindústrias e fornecedores de insumos disponibilizarão seus produtos para comercialização.

A CulteCoin é um token que vai ser utilizado dentro desse ecossistema, dentro da plataforma para pagamento de taxas e para trocas de produtos agrícolas destaca a sócia da Culte Bianca Ticiana.

A moeda ainda não teve sua implementação finalizada. Inicialmente, foi realizada uma pré-venda de tokens que equivalem a 10% do total pretendido.

Nesse processo, foram disponibilizados 21 milhões de tokens, avaliados em 10 centavos de dólar. A empresa ainda aguarda o resultado de auditorias para fazer a listagem do produto em exchanges abertas a todos os públicos.

A empresa pretende movimentar por volta de US$ 1 bilhão nos próximos cinco anos.

Para os donos da Culte, o uso das criptomoedas pode ajudar, no futuro, no processo de financiamento dos pequenos produtores, que possuem maiores dificuldades para conseguir aprovação de recursos.

Acreditamos que essas novas tecnologias, principalmente, as criptomoedas vão auxiliar muito no momento em que a regulamentação permitir. Logo mais, vai ter uma legislação que desburocratize esse financiamento e as criptomoedas vão ter um lugar nessa parte de financiamento ou do próprio comprador já estar financiando antecipadamente a sua produção através de cripto, ou terceiros utilizarem cripto para darem de garantia no financiamento destaca o sócio e CEO da Culte, Cláudio Rugeri. “

Você pode ter mais detalhes do projeto em nossa entrevista exclusiva anterior.

Palavra de Lord ! ?️

Gostou do conteúdo ? Deixe sua curtida e comentário abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.