O novo ministério das pequenas e médias empresas2 min leitura

O novo ministério das pequenas e médias empresas

Vem aí o novo Ministério das pequenas e médias empresas, incluindo as micro. Hora de falar de economia e o que vai impactar o seu bolso.

O Presidente Luis Inácio Lula da Silva, durante sua live semanal anunciou a criação do novo ministério. A finalidade declarada é apoiar o empreendedorismo e facilitar o crédito para as pequenas e médias empresas.

Governabilidade

A essa altura todo mundo sabe, ou deveria saber, que é na verdade por pressão do centrão e seus partidos fisiológicos. Pura acomodação de aliados na estrutura do governo. Isso permite a entrada de PP e Republicanos no governo, sem que se precise ceder dois ministérios mais caros ao PT.

Com a criação já serão 38 ministérios, um a menos que o recorde, que foi estabelecido no governo Dilma.

A governabilidade em democracias exige “flexibilidades”. Ainda bem que na verdade não passamos nem perto de um socialismo, muito menos raiz… .

Sócio-liberalismo

Vivemos o mais óbvio sócio-liberalismo, a combinação de liberdade econômica com preocupação social. Sem estado mínimo, como pretende o neoliberalismo e capitalismo selvagem, mas com estado necessário.

Centrão e números

É torcer para que os “centristas” façam mais que pilhar e “cabidar” o novo ministério. Esperar que também promovam algum fomento real para o micro, pequeno e médio empresariado.

Só lembrando que tem uns 30% do PIB, 7 de cada 10 empregos e mais de 50% de todo os salários pagos no país envolvidos aí nessa situação.

Setor estratégico

De repente já deveria ser visto como setor estratégico, e bem, a muito tempo…. . Aliás, já foi, e até houve uma secretaria semelhante no governo Dilma. Igualmente para acomodar aliados centristas.


Por isso, uma secretaria disfarçada de novo ministério das pequenas e médias empresas, faz sentido. Prático e benéfico para além das meras acomodações políticas e governabilidade.


E você? Concorda com o novo ministério? Deixe sua curtida e comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *